Posted in Uncategorized

Maria Augusta Estrela–primeira médica brasileira

Na época em que Maria Augusta Estrela era jovem, não havia vestibular, muito menos Enem. E isso não quer dizer que foi fácil para ela se tornar a primeira mulher brasileira formada em medicina.

Maria Augusta nasceu no Rio de janeiro em 1860. Desde pequena, ela sempre teve o apoio de seu pai, seu melhor amigo e maior incentivador, para estudar. Depois de passar por bons colégios, chegou a hora de ir para faculdade. Mas havia um detalhe, um "pequeno" problema: as faculdades brasileiras não permitiam a entrada de alunas mulheres.

Este foi o primeiro obstáculo que Maria Augusta teve que superar: aos 15 anos, ela foi para os Estados Unidos para fazer um curso preparatório e tentar ingressar em uma universidade.
Ao se candidatar em New York Medical College and Hospital for Women, uma faculdade de medicina frequentada apenas por mulheres, a banca examinadora não queria aceitar seu ingresso por considerar que Maria Augusta era jovem demais. Mas ela sabia que o fato de ainda ser adolescente não a impedia de lutar por seus sonhos. A menina não desistiu, fez as provas necessárias, passou e conseguiu convencer a todos de que tinha, sim, os requisitos necessários para ser uma aluna de medicina.

A história de Maria Augusta ficou famosa no Brasil, se tornando pauta de vários jornais e folhetins, de novela, daquela época – até suas cartas que mandava para o pai eram publicadas. Seu pai era um português representante de um laboratório farmacêutico, que infelizmente começou a ter problemas financeiros quando a filha ainda morava nos Estados Unidos, e ficou sem condições de bancar a estadia dela. Sabe a quem ele recorreu para pedir ajuda? Ninguém menos que D. Pedro II. O então imperador do Brasil acompanhava a rotina de Maria Augusta pela imprensa, sabia que ela merecia o investimento e concordou em doar uma mesada de 400 mil réis para que ela continuasse a estudar. Com o tempo, outras pessoas de renome no Brasil, como fazendeiros, nobres e comerciantes, passaram a fazer doações para também apoiar Maria Augusta.

A ajuda financeira se tornou ainda mais necessária quando, durante uma autópsia na universidade, a aluna cortou a mão com um bisturi, e dada a inexistência de penicilina à época, e a recuperação dela foi difícil e dolorosa. Mas os perrengues de Maria Augusta no exterior não acabaram. Ela ainda passaria por seu pior sofrimento: seu pai, que tanto se esforçou para ajuda-la estudar, não conseguiu realizar o sonho de vê-la formada. Ele morreu em 1880 e ela, que estava no último ano, teve que permanecer nos EUA para terminar o curso.

Depois de formada, Maria Augusta ainda ficou mais um ano em Nova York para se aperfeiçoar. Mas sua história ainda repercutia no Brasil, e tanto a ponto da sociedade começou a pressionar o governo para que fossem feitas mudanças nos critérios para a entrada de alunos nos cursos superiores.
Em 1879, foi aprovada no parlamento uma reforma na educação que finalmente permitia a matrícula de mulheres nas faculdades. De volta ao Brasil em 1882, foi recebida com muito carinho por parentes, amigos e até desconhecidos.

Ela se casou em 1884 com o farmacêutico Antônio da Costa Moraes, e tiveram quatro filhos. Maria Augusta exerceu a medicina por muitos anos na farmácia do marido, localizada na Rua da Quitanda, centro do Rio. Faleceu aos 86 anos, em 1946. Nos anos 1980, a Câmara Municipal de sua cidade natal decidiu dar o nome de Maria Augusta Generoso Estrela ao Centro Municipal de Saúde de Vila Isabel. Ela também dá nome a uma rua no bairro de Bangu.
Quando Maria Estrela tinha 18 anos, foi lançada uma biografia sobre seus esforços para se tornar médica, com o objetivo de servir de inspiração para outras meninas. Até hoje sua história inspira quem tem o desejo de estudar, se tornar uma profissional de sucesso e superar qualquer obstáculo que possa aparecer.

(Texto por Fernanda Lopes) via Facebook

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s