Posted in Artes, Cinema, Cultura, Vídeos

Happiness – Curta de Steve Cutts

 

‘A pressão para a felicidade ou para “ser feliz” pode ser esmagadora na sociedade atual de mídia social. No entanto, nossa busca para experimentar essa emoção a cada momento tem uma consequência não intencional, fazendo-nos sentir pior do que melhor. Como seres humanos, somos dotados de uma ampla gama de emoções, que nos servem de maneiras diferentes e funcionam como guias fantásticos para quais áreas de nossas vidas precisam de mais atenção. Podemos não conhecer plenamente nosso verdadeiro propósito de estar aqui neste planeta, mas é provável que nossa alma tenha entrado na Terra na esperança de aprender mais sobre nós mesmos e melhorar nossas conexões com outras pessoas. A experiência humana é perfeita para isso e, embora possa parecer difícil às vezes, somos dotados diariamente com muitas oportunidades para promover nosso crescimento.

Dentro da experiência humana, somos testados, especialmente nesta era de engano, em que as imagens estão sendo empurradas em nossos rostos de emoções que desejamos sentir; amor, paixão, aceitação e felicidade, para citar alguns. No centro de nossa existência está uma simples expressão de quem somos, que é Amor, e muitos acreditam que isso se traduz em felicidade e felicidade sem fim. As corporações reconhecem esse desejo e o usam para sua vantagem de marketing. Se nos disserem que podemos nos sentir bem, pelo menos por um dia, é provável que (literalmente) aceitemos esse sonho porque nos esquecemos de que nossas emoções diárias, tanto boas quanto ruins, são necessárias para nosso crescimento pessoal.

É provável que você esteja familiarizado com os trabalhos de Steve Cutts, um ilustrador de Londres que descreve adequadamente nossas queixas diárias e muitas verdades chocantes da sociedade que absurdamente aceitamos como normais. Em seu mais recente curta-metragem de animação, intitulado “Felicidade”, Steve usa ratos para simbolizar a corrida de ratos que todos nós conhecemos.

Em breve, você verá outras semelhanças surpreendentes: uma sociedade claramente deprimida e superlotada cercada por anúncios que garantem a felicidade por meio de colônias, roupas, filmes e drogas. Você pode observar isso e reconhecer esses comportamentos nos outros, mas considere se também foi vítima deles. “Sentindo pra baixo? Nada que um copo de vinho tinto não conserte. ”Quando buscamos a felicidade em coisas externas, logo temos um problema real que nada material ou externo pode consertar. Veja, tudo o que é oferecido para nós é “soluções rápidas” para problemas que estão se deteriorando há anos. Steve retrata com precisão nossa necessidade de nos sentirmos felizes e mostra que faremos e compraremos praticamente qualquer coisa para garantir que sentimos essa emoção o tempo todo – uma luta fútil que nos deixa esgotados e infelizes.

A felicidade pode ser alcançada todos os dias, e não há necessidade de gastar dinheiro tentando senti-lo. Passe tempo com a família e os amigos, leia um bom livro, tente algo novo, medite, revista – tudo isso traz felicidade verdadeira e pode ajudá-lo a descobrir por que você procura escapar de seus outros sentimentos por meio de bens materiais.’

via CE – Collective Evolution

 

Resultado de imagem para steve cuttsSteve Cutts é um ilustrador e animador inglês que, embora já tenha trabalhado para grandes empresas como Coca-Cola, Sony, Toyota, Reebok, e PlayStation, é reconhecido por algumas das animações de curta duração que produziu, algumas delas criticando as grandes empresas. Wikipédia

Início
Advertisements
Posted in Artes, Cultura, Curiosidades, História, Mundo, Vídeos, Youtube

Ocean Atlas – Estátua subaquática maciça de uma garota carregando o oceano em seus ombros

 

 

Jason deCaires Taylor está no negócio de criar espaços surreais e sonhadores, e sua mais recente escultura subaquática não é uma exceção.

Seu mais recente projeto ao largo da costa de Nassau, nas Bahamas (2014), chamado “Ocean Atlas”, o levou a submergir uma estátua de 18 metros de altura e 60 toneladas de uma garota nos mares ao largo da costa de Nassau, nas Bahamas. Atualmente é a maior estátua subaquática do mundo. Com 5.5 metros de altura e 60 toneladas…

A garota na peça parece lutar debaixo de um fardo pesado, o que é apropriado, dado que ela foi nomeada em homenagem a Atlas, o deus grego responsável por carregar os céus em seus ombros.

Tal como acontece com o resto das numerosas esculturas subaquáticas de Taylor, esta foi feita a partir de um cimento especial com pH neutro que permitirá que os organismos dos recifes se desenvolvam na sua superfície. Suas estátuas permitem que novos recifes cresçam onde não existiam e atraem os turistas para longe dos hotspots de mergulho excessivamente trabalhados. Este não é uma exceção – foi encomendado pela Bahamas Reef Educational Foundation para homenagear seu fundador.

Texto e imagem de  Bored Panda

 

Início

 

Posted in TechMundo, Tecnologia, Vídeos

Saiba como ver filmes inteiros de forma legal no YouTube

YouTube é um dos maiores serviços de vídeo do mundo e conta com todo tipo de conteúdo, incluindo filmes. Contudo, se você está pensando em uploads ilegais, se enganou: por mais incrível que pareça, a plataforma da Google oferece uma grande biblioteca de longas-metragens para alugar ou comprar de forma legal…

Como acessar???

 

Continue lendo […]

 

via http://www.tecmundo.com.br

Posted in Datas, Música, Vídeos

David Bowie

David Bowie, ‘you are the most special .. The odd , the brilliant , the poet , the vocalist , the artist , the bleeding heart , the fashion King , the most unique , and a sunset of 1,000 colors…’

Condolences and prayers for his family. May he rest in everlasting peace…

 

 

DB-HG-700px

Helen Green drew all the hairstyles worn by David Bowie from before he was a star in 1964 on up to the present day. Here’s they are in a glorious animated GI

Posted in História, Mundo, Reflexão, Vídeos, Youtube

With Syria

Posted in Europa, História, Mundo, Reflexão, Vídeos

Aylan Kurdi – Deus esteja com você, pequeno anjo!!!

Não se trata de sensacionalismo, é um fato terrível. As pessoas não podem virar o rosto para essa dura realidade, essa tragédia!
Os sírios estão pedindo socorro. Como diz o menino do vídeo: "não queremos ir para a Europa, queremos é que parem essa guerra"!!!
Hoje de manhã, sem querer me deparei com a imagem do "garotinho na areia". Uma criancinha de 3 aninhos, toda arrumadinha, ainda com os sapatinhos. Morreu também a mãe e o irmãozinho de 5 anos…
Foi como um soco no estômago, uma dor imensa no coração. Não deu para segurar as lágrimas!

Grief: Reacting to the tragedy, social media users have created moving and poignant artworks based around the photographs of Aylan's tiny body - with many portraying the tragic little boy as an angel

A imagem do menino morto na praia tirou o sono do comentarista de cultura do Estúdio i – Felipe Pena.
Da insônia, nasceu um texto desabafo:

"O menino na areia não é sírio.
O menino na areia não é refugiado.
O menino na areia não respira.
E não respiram todos que viraram o rosto para o rosto virado na areia.
Ele, o menino na areia, é o arame farpado na fronteira, é o lorde de peruca no parlamento, é o trem sem janelas na estação fechada de todos os países. O menino na areia é alemão, é húngaro, é inglês. E também é argentino, brasileiro e judeu.
O menino na areia vive (e morre) na periferia de sua atenção, embaixo do tapete, no rodapé do jornal que não existe mais. O menino na areia é a especulação, a taxa de câmbio, o spread bancário e o socialista de botequim. O menino na areia é o menino deitado, de rosto virado para os cegos do outro lado da areia.
Cegos que, ontem, finalmente, viram o menino na areia.
E viram no livro dos rostos, que não estavam virados, mas ocupados, entre festas na areia, carros importados e guerrilhas ideológicas.
Ontem, todos nós vimos o menino na areia.
Mas o rosto, virado na areia, não era o do menino na areia.
– Olhe de novo, menino na areia."

Veja o VÍDEO

.

Posted in Música, Vídeos, Youtube

É – Gonzaguinha